EM TODO O PAÍS & MUNDO LUSÓFONO: LANÇAMENTOS NOVA ÁGUIA: REVISTA DE CULTURA PARA O SÉCULO XXI

Desde 2008, "a única revista portuguesa de qualidade que, sem se envergonhar nem pedir desculpa, continua a reflectir sobre o pensamento português".

A Águia foi uma das mais importantes revistas do início do século XX em Portugal, em que colaboraram algumas das mais relevantes figuras da nossa Cultura, como Teixeira de Pascoaes, Jaime Cortesão, Raul Proença, Leonardo Coimbra, António Sérgio, Fernando Pessoa e Agostinho da Silva.

A NOVA ÁGUIA pretende ser uma homenagem a essa tão importante revista da nossa História, procurando recriar o seu “espírito”, adaptado ao século XXI, conforme se pode ler no nosso
Manifesto.

Tal como n’ A Águia, temos tido o contributo das mais relevantes figuras da Cultura Lusófona...

Para o 29º número, os textos devem ser enviados até ao final de Dezembro.

Sede Editorial: Zéfiro - Edições e Actividades Culturais, Apartado 21 (2711-953 Sintra).
Sede Institucional: MIL - Movimento Internacional Lusófono, Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa).

Contactos: novaaguia@gmail.com ; 967044286.

MAPIÁGUIO (mapa de locais de lançamentos da NOVA ÁGUIA): Albufeira, Alcochete, Alcoutim, Alhos Vedros, Aljezur, Aljustrel, Allariz (Galiza), Almada, Almodôvar, Alverca, Amadora, Amarante, Angra do Heroísmo, Arraiolos, Assomada (Cabo Verde), Aveiro, Azeitão, Baía (Brasil), Bairro Português de Malaca (Malásia), Barcelos, Batalha, Beja, Belo Horizonte (Brasil), Bissau (Guiné), Bombarral, Braga, Bragança, Brasília (Brasil), Cacém, Caldas da Rainha, Caneças, Campinas (Brasil), Carnide, Cascais, Castro Marim, Castro Verde, Chaves, Cidade Velha (Cabo Verde), Coimbra, Coruche, Díli (Timor), Elvas, Ericeira, Espinho, Estremoz, Évora, Faial, Faro, Felgueiras, Figueira da Foz, Freixo de Espada à Cinta, Fortaleza (Brasil), Guimarães, João Pessoa (Brasil), Juiz de Fora (Brasil), Lagoa, Lagos, Leiria, Lisboa, Loulé, Loures, Luanda (Angola), Mafra, Mangualde, Marco de Canavezes, Mem Martins, Messines, Mindelo (Cabo Verde), Mira, Mirandela, Montargil, Montijo, Murtosa, Nazaré, Nova Iorque (EUA), Odivelas, Oeiras, Olhão, Ourense (Galiza), Ovar, Pangim (Goa), Pisa (Itália), Ponte de Sor, Pontevedra (Galiza), Portalegre, Portimão, Porto, Praia (Cabo Verde), Queluz, Recife (Brasil), Redondo, Régua, Rio de Janeiro (Brasil), Rio Maior, Sabugal, Sacavém, Sagres, Santarém, Santiago de Compostela (Galiza), São Brás de Alportel, São João da Madeira, São João d’El Rei (Brasil), São Paulo (Brasil), Seixal, Sesimbra, Setúbal, Silves, Sintra, Tavira, Tomar, Torres Novas, Torres Vedras, Trofa, Turim (Itália), Viana do Castelo, Vigo (Galiza), Vila do Bispo, Vila Meã, Vila Nova de Cerveira, Vila Nova de Foz Côa, Vila Nova de São Bento, Vila Real, Vila Real de Santo António e Vila Viçosa.

Nota: Muitos destes lançamentos, não só no país como por todo o espaço lusófono, só têm sido possíveis pelo apoio que a este projecto tem sido dado, desde a primeira hora, pelo MIL: Movimento Internacional Lusófono. O nosso público reconhecimento por isso. Desta forma, a NOVA ÁGUIA tem tido uma projecção não apenas estritamente nacional mas lusófona.

O "3º momento alto" da nossa tradição filosófico-cultural

O "3º momento alto" da nossa tradição filosófico-cultural
Ângelo Alves, "A Corrente Idealistico-gnóstica do pensamento português contemporâneo"

Manuel Ferreira Patrício, sobre o MIL e a NOVA ÁGUIA

Manuel Ferreira Patrício, sobre o MIL e a NOVA ÁGUIA
In AA.VV. "A Vida como Projecto. na senda de Ortega e Gasset", Universidade de Évora Edições, 2014, p. 13.

sábado, 18 de setembro de 2021

Ainda não encomendou a sua Revista? Capa, Editorial e Índice da NOVA ÁGUIA nº 27...

 


A NOVA ÁGUIA levantou o seu voo já na fase final da vida de António Telmo, mas ainda a tempo de podermos contar com a sua sempre luminosa colaboração. Isso aconteceu logo no primeiro número da Revista, com o texto “À tarde e a boas horas” e com a pré-publicação de um excerto da sua obra A Verdade do Amor (Zéfiro, 2008), um dos primeiros títulos da Colecção NOVA ÁGUIA. Nos números seguintes, essa colaboração manteve-se: “Coincidências” (nº 2): “Comentário a uma Carta de Natália a Leonardo” (nº 3); “O passeio que ficou por contar” (nº 4); “Acordo e Desacordo na Língua de Portugal” (nº 5). Em Agosto de 2010, António Telmo partiu, mas houve ainda tempo para, no sexto número da Revista, no segundo semestre desse ano, lhe dedicar uma secção em sua expressa Homenagem, ainda com um texto do próprio: “O Estilo da Renascença Portuguesa”.

Durante esta década, publicámos mais escritos seus – “Álvaro Ribeiro: Filósofo da Mediação” (nº 8); “Ao Senhor dos Mundos” (nº 11); “Natureza de Portugal” (nº 12); “O número 13: página de autobiografia espiritual” (nº 13); “Nove apontamentos inéditos” (nº 19); “Apresentação a Oriente de Estremoz de uma revista literária” (nº 20); “Diálogos do mês de Outubro (excerto)” (nº 22); “Cinco escritos inéditos” (nº 23) e “Doze apontamentos inéditos” (nº 26) –, assim acompanhando a publicação das suas Obras Completas que a Zéfiro tem promovido: I) A Terra Prometida: Maçonaria, Kabbalah, Martinismo e Quinto Império (2014); II) Gramática Secreta da Língua Portuguesa/ Arte Poética (2014); III) Luís de Camões e o Segredo d'Os Lusíadas/ Páginas Autobiográficas (2015); IV) Filosofia e Kabbalah/ Álvaro Ribeiro e a Gnose Judaica (2015); V) Contos Secretos/ A Goga (2016); VI) Viagem a Granada/ Poesia (2016); VII) O Horóscopo de Portugal (2017); VIII) História Oculta de Portugal/ No Meio do Caminho da Vida/ Os Meus Prefácios (2017); IX) A Aventura Maçónica (2018); X) Capelas Imperfeitas (2019).

Uma década após a sua partida, pareceu-nos o tempo próprio para darmos, de novo, destaque a António Telmo. Por isso, inicia-se este número da NOVA ÁGUIA com mais de uma dezena de ensaios sobre ele – seguidos de outros tantos sobre outra figura singular da cultura portuguesa que nos deixou muito recentemente: Eduardo Lourenço. Não tendo colaborado tanto na NOVA ÁGUIA quanto António Telmo, a sua presença não deixou de ser marcante. Assim, no nº 15, em que assinalámos o centenário da Revista “Orpheu”, foi dele o ensaio de abertura –  “Orfeu ou a Poesia como Realidade” –, evocação que se estendeu ao número seguinte, com a transcrição da sua Conferência de Encerramento do “Congresso 100 – Orpheu”, em que a NOVA ÁGUIA esteve igualmente envolvida. Nos números 18º e 20º, destacamos ainda dois ensaios seus – sobre Agostinho da Silva e António Vieira. Sendo que o texto mais marcante foi, decerto, uma extensa entrevista concedida a Luís de Barreiros Tavares (publicada no nº 16), depois editada em livro (Eduardo Lourenço em roda livre, Ed. MIL, 2016).

Se este número da NOVA ÁGUIA se ficasse por esta dupla evocação, isso já seria decerto suficiente. Como sempre, porém, há “Outros Vultos” da cultura lusófona igualmente aqui evocados, alguns dos quais também falecidos neste último ano – falamos de Celina Pereira, Cruzeiro Seixas, Gonçalo Ribeiro Telles, Veríssimo Serrão e Waldemar Bastos. Há “Outros Vultos” e “Outros Voos” – começando por um ensaio sobre Italo Calvino, da autoria de Brunello Natale De Cusatis, decerto um dos italianos que mais e melhor conhece e ama a cultura lusófona. E há ainda – para além de duas séries de “Cartas para António Telmo”, de Dalila Pereira da Costa e Luís Amaro –, um conjunto de recensões, no nosso “Bibliáguio”, começando pela obra As Literaturas de Língua Portuguesa (das origens aos nossos dias), de José Carlos Seabra Pereira (que já havíamos destacado no número anterior), e prosseguindo com quatro livros editados pelo MIL em 2020: A Vida Imaginada: Textos sobre Teatro e Literatura, de António Braz Teixeira, Teoria da Luz e da Palavra, de Luís Furtado, João pela vida dentro, de João Reis Gomes, e Lusasalém V, de Delmar Domingos de Carvalho, outro Amigo da NOVA ÁGUIA que nos deixou neste fatídico ano.

NOVA ÁGUIA Nº 27: ÍNDICE

Editorial…5

ANTÓNIO TELMO, UMA DÉCADA APÓS A SUA PARTIDA

UM OLHAR DE ANTÓNIO TELMO NA SIMBÓLICA DE PRESTES JOÃO | Abel de Lacerda Botelho…8

ANTÓNIO TELMO: QUEM SOU EU AQUI? | Carlos Aurélio…16

DA PERIFERIA AO CENTRO | Carlos Vargas…23

DIVAGAÇÕES EM TORNO DO SER POÉTICO-FILOSÓFICO SAUDOSO: A PROPÓSITO DOS RITMOS BERGSONIANOS DE ANTÓNIO TELMO | César Tomé…24

DE UMA CARTA DE ANTÓNIO TELMO SOBRE A RAINHA SANTA ISABEL | Eduardo Aroso…30

ANTÓNIO TELMO E O CICLO DA HERMENÊUTICA | João Luís Ferreira…37

O LETRADO ANTÓNIO TELMO | Joaquim Domingues…41

ANTÓNIO TELMO: HUMILDADE ESPIRITUAL E INICIAÇÃO MAÇÓNICA | Pedro Martins…44

DA CONVERSA À CONVERSÃO | Pedro Sinde…62

A IDEIA DE PÁTRIA EM ANTÓNIO TELMO | Renato Epifânio…64

ANTÓNIO TELMO: UMA ARTE POÉTICA PARA UMA POÉTICA DA ARTE | Risoleta C. Pinto Pedro…67

UM SEGREDO DO ALTO-MAR| Rodrigo Sobral Cunha…75

A REALIDADE TRANSCENDENTE E ESPIRITUAL DA REDENÇÃO DO MUNDO EM ANTÓNIO TELMO | Samuel Dimas…78

NA MORTE DE EDUARDO LOURENÇO

ABERTURA DE UMA VIAGEM COM PESSOA, NIETZSCHE E KIERKEGAARD | Eduardo Lourenço & Luís de Barreiros Tavares…84

EDUARDO LOURENÇO, LEITOR: REVISITAÇÃO | Annabela Rita…89

CINCO PARÁGRAFOS EM CRESCENDO PARA O HOMEM QUE VENCEU A MORTE EM VIDA | António José Borges…94

A MEMÓRIA E O MAL SEGUNDO EDUARDO LOURENÇO | Carlos Nogueira…95

EDUARDO LOURENÇO: O ORTÓNIMO E ALGUNS DOS SEUS HETERÓNIMOS | Gabriel Magalhães…106

EX NIHILO NIHIL FIT | Isabel Ponce de Leão…108

NA MORTE DE EDUARDO LOURENÇO | José Carlos Seabra Pereira…111

DES-CONCERTANTE EDUARDO: LOUVOR E SIMPLIFICAÇÃO DE EDUARDO LOURENÇO | José Eduardo Reis….112

SAUDAÇÃO AO IRMÃO HUMANO EDUARDO LOURENÇO | Manuel Ferreira Patrício…118

EDUARDO LOURENÇO E O PENSAMENTO DA RELAÇÃO | Maria Graciete Besse…119

O LABIRINTO DA SAUDADE DE EDUARDO LOURENÇO: “UMA VIAGEM DENTRO DE NÓS MESMOS” | Maria Luísa de Castro Soares…125

EDUARDO LOURENÇO E A EUROPA | Miguel Real…128

EDUARDO LOURENÇO COMO MITO CULTURAL | Renato Epifânio…130

OUTROS VULTOS

ABRANCHES DE SOVERAL | António Braz Teixeira…134

AGOSTINHO DA SILVA | José Luís Basto…138

ANTÓNIO SALVADO | Luís G. Soto…140

CELINA PEREIRA | Elter Manuel Carlos…145

CLARICE LISPECTOR | Lurdes Mara Oliveira de Albuquerque…147

CRUZEIRO SEIXAS | José Almeida…150

DELFIM SANTOS | Artur Manso…151

GONÇALO RIBEIRO TELLES | Renato Epifânio…156

GUERRA JUNQUEIRO | Mendo Castro Henriques…157

JOÃO BOAVIDA | Emanuel Oliveira Medeiros…165

MÁRIO BIGOTTE CHORÃO | Miguel Pedrosa Machado…170

SEBASTIÃO DA GAMA | Joaquim Pinto…171

TORQUATO DE SOUSA SOARES | António José Queiroz…175

VERÍSSIMO SERRÃO | Nuno Sotto Mayor Ferrão…180

WALDEMAR BASTOS | J. A. Alves Ambrósio…189

OUTROS VOOS

FÁBULA MORAL E INVENÇÃO NARRATIVA NA OBRA DE ITALO CALVINO | Brunello Natale De Cusatis…194

OCASO CIVILIZACIONAL | Eurico Ribeiro…199

PROLEGÓMENOS SOBRE A ORDEM ANTI-ENTRÓPICA: A VIDA COMO INSURGÊNCIA FACE OU NADA | Joaquim Pinto…203

EM ESTADO DE EMERGÊNCIA: ANTES DA PANDEMIA | Maria Leonor Xavier…207

CORONAVÍRUS, SOCIEDADE E DIREITO: QUESTÕES DE MORTE E DE VIDA | Paulo Ferreira da Cunha…211

SOBRE A ORDEM DO/NO OCIDENTE: LIBERALISMO OU PÓS-LIBERALISMO? | Pedro Velez…217

DA SIMULAÇÃO DESREFERENCIADORA COMO TOTALIDADE INTRANSPONÍVEL: UMA SUPOSIÇÃO DISTÓPICA | Pedro Vistas…218

SETE DEAMBULAÇÕES PRÓ-LUSÓFONAS | Renato Epifânio…224

AUTOBIOGRAFIA 8 (CONTINUAÇÃO) | Samuel Dimas…230

EXTRAVOO

CARTAS PARA ANTÓNIO TELMO | Dalila Pereira da Costa e Luís Amaro…244

BIBLIÁGUIO

AS LITERATURAS DE LÍNGUA PORTUGUESA (DAS ORIGENS AOS NOSSOS DIAS) | Miguel Real…258

A VIDA IMAGINADA: TEXTOS SOBRE TEATRO E LITERATURA | Miguel Real…261

TEORIA DA LUZ E DA PALAVRA | Carlos H. do Carmo Silva…265

JOÃO PELA VIDA DENTRO | Renato Epifânio…266

LUSASALÉM V | Renato Epifânio…267

CARA DE CÃO | Renato Epifânio….267

DO MAR: EM EXALTAÇÃO DE PORTUGAL | Pedro Furtado Correia…268

SETEAIS EM SINTRA | Maria Leonor Xavier…270

HOMENAGEM A AGUSTINA BESSA-LUÍS | José Almeida…274

ANTOLOGIA: O PENSAMENTO DE ANTÓNIO SARDINHA | José Almeida…275

LEITÃO DE BARROS, A BIOGRAFIA ROUBADA | José Almeida…276

EDIÇÕES MIL…277

POEMÁGUIO

TELMO | Renato Epifânio…83

NA MORTE DE EDUARDO LOURENÇO | Jaime Otelo…131

SONATA N.º 9 & 10 | Joel Henriques…132

TORMENTA & ROSA; CEREJA & ROSA; PESSOANA | Jesus Carlos…192

NESTA VIAGEM, UM É TUDO; EPIGRAMA | António José Borges…193

RECALCAMENTOS; ABANDONO | Samuel Dimas…243

UMA ORAÇÃO NO TEMP(L)O | Maria Luísa Francisco…246

CONVERSANDO COM SOPHIA | Constança Alarcão Troni…247

MEMORIÁGUIO…280

MAPIÁGUIO…281

ASSINATURAS…281

COLECÇÃO NOVA ÁGUIA…284

Para encomendar: info@movimentolusofono.org