EM TODO O PAÍS & MUNDO LUSÓFONO: LANÇAMENTOS NOVA ÁGUIA: REVISTA DE CULTURA PARA O SÉCULO XXI

Desde 2008, "a única revista portuguesa de qualidade que, sem se envergonhar nem pedir desculpa, continua a reflectir sobre o pensamento português".

A Águia foi uma das mais importantes revistas do início do século XX em Portugal, em que colaboraram algumas das mais relevantes figuras da nossa Cultura, como Teixeira de Pascoaes, Jaime Cortesão, Raul Proença, Leonardo Coimbra, António Sérgio, Fernando Pessoa e Agostinho da Silva.

A NOVA ÁGUIA pretende ser uma homenagem a essa tão importante revista da nossa História, procurando recriar o seu “espírito”, adaptado ao século XXI, conforme se pode ler no nosso
Manifesto.

Tal como n’ A Águia, temos tido o contributo das mais relevantes figuras da Cultura Lusófona...

Para o 29º número, os textos devem ser enviados até ao final de Dezembro.

Sede Editorial: Zéfiro - Edições e Actividades Culturais, Apartado 21 (2711-953 Sintra).
Sede Institucional: MIL - Movimento Internacional Lusófono, Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa).

Contactos: novaaguia@gmail.com ; 967044286.

MAPIÁGUIO (mapa de locais de lançamentos da NOVA ÁGUIA): Albufeira, Alcochete, Alcoutim, Alhos Vedros, Aljezur, Aljustrel, Allariz (Galiza), Almada, Almodôvar, Alverca, Amadora, Amarante, Angra do Heroísmo, Arraiolos, Assomada (Cabo Verde), Aveiro, Azeitão, Baía (Brasil), Bairro Português de Malaca (Malásia), Barcelos, Batalha, Beja, Belo Horizonte (Brasil), Bissau (Guiné), Bombarral, Braga, Bragança, Brasília (Brasil), Cacém, Caldas da Rainha, Caneças, Campinas (Brasil), Carnide, Cascais, Castro Marim, Castro Verde, Chaves, Cidade Velha (Cabo Verde), Coimbra, Coruche, Díli (Timor), Elvas, Ericeira, Espinho, Estremoz, Évora, Faial, Faro, Felgueiras, Figueira da Foz, Freixo de Espada à Cinta, Fortaleza (Brasil), Guimarães, João Pessoa (Brasil), Juiz de Fora (Brasil), Lagoa, Lagos, Leiria, Lisboa, Loulé, Loures, Luanda (Angola), Mafra, Mangualde, Marco de Canavezes, Mem Martins, Messines, Mindelo (Cabo Verde), Mira, Mirandela, Montargil, Montijo, Murtosa, Nazaré, Nova Iorque (EUA), Odivelas, Oeiras, Olhão, Ourense (Galiza), Ovar, Pangim (Goa), Pisa (Itália), Ponte de Sor, Pontevedra (Galiza), Portalegre, Portimão, Porto, Praia (Cabo Verde), Queluz, Recife (Brasil), Redondo, Régua, Rio de Janeiro (Brasil), Rio Maior, Sabugal, Sacavém, Sagres, Santarém, Santiago de Compostela (Galiza), São Brás de Alportel, São João da Madeira, São João d’El Rei (Brasil), São Paulo (Brasil), Seixal, Sesimbra, Setúbal, Silves, Sintra, Tavira, Tomar, Torres Novas, Torres Vedras, Trofa, Turim (Itália), Viana do Castelo, Vigo (Galiza), Vila do Bispo, Vila Meã, Vila Nova de Cerveira, Vila Nova de Foz Côa, Vila Nova de São Bento, Vila Real, Vila Real de Santo António e Vila Viçosa.

Nota: Muitos destes lançamentos, não só no país como por todo o espaço lusófono, só têm sido possíveis pelo apoio que a este projecto tem sido dado, desde a primeira hora, pelo MIL: Movimento Internacional Lusófono. O nosso público reconhecimento por isso. Desta forma, a NOVA ÁGUIA tem tido uma projecção não apenas estritamente nacional mas lusófona.

O "3º momento alto" da nossa tradição filosófico-cultural

O "3º momento alto" da nossa tradição filosófico-cultural
Ângelo Alves, "A Corrente Idealistico-gnóstica do pensamento português contemporâneo"

Manuel Ferreira Patrício, sobre o MIL e a NOVA ÁGUIA

Manuel Ferreira Patrício, sobre o MIL e a NOVA ÁGUIA
In AA.VV. "A Vida como Projecto. na senda de Ortega e Gasset", Universidade de Évora Edições, 2014, p. 13.

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

14-15 de Outubro de 2021: 2º Congresso Internacional "Eça de Queiroz, 150 anos" (Programa)


14 de Outubro | Biblioteca Nacional de Portugal (Lisboa) 

14h30 | ABERTURA

14h45 | PAINEL I

Annabela Rita | Configurações identitárias na ficção queirosiana

César Tomé | A ironia como filosofia em Fradique Mendes

Flávio Silva | À procura do José Maria pela cidade do Porto (1856-1861): novas perspectivas e reflexões sobre a sua vida

Manuel Gama | O anticlericalismo como um pano de fundo das Conferências Democráticas

16h15 | INTERVALO

16h30 | PAINEL II

Alcino Pedrosa | Os Maias: os espelhos ou a tragédia de um país – imagens dos atrasos

Manuel P. Fernandes | “Panteísmo viciosamente fantástico” nas Prosas Bárbaras de Eça de Queiroz

Maria do Carmo Cardoso Mendes | Eça de Queiroz no Chile: a obra de Edwards Bello

Mariagrazia Russo | Singularidades de uma rapariga loira: traduções intersemióticas

18h00 | LANÇAMENTO

Renato Epifânio e Jorge Rodrigues | Revista NOVA ÁGUIA nº 28: “Eça de Queiroz, nos 150 anos da abertura do Canal do Suez” & Eça de Queiroz e outros “Mestres da Língua Portuguesa”

21h30 | PAINEL III (on-line)

Carlos Nogueira | Eça de Queiroz e “o dom augusto de rir”

Gonçalo Magalhães Collaço | Eça: uma geração em busca da redenção de Portugal

Maria Serena Felici | A Europa em O Mistério da Estrada de Sintra

Mónica Figueiredo | As "farpas" da modernidade: da Geração de 70 à Geração de Orpheu

Sandra de Faria | O Crime do Padre Amaro na perspectiva do Materialismo Filosófico 

https://videoconf-colibri.zoom.us/j/87343895761?pwd=L3RpdXVqZUlmWnBwcVN0aGc5dFhIQT09

15 de Outubro | Palácio Valenças (Sintra) 

10h30 | ROTEIRO QUEIROSIANO*

13h00 | ALMOÇO

14h45 | PAINEL IV

Paula Oleiro | O Mistério da Estrada de Sintra, um romance singular na Literatura Portuguesa

Ricardo António Alves | Eça e a crítica anarquista – de Jaime Cortesão a Roberto Nobre

Rodrigo Sobral Cunha | Eça de Queiroz em contra-corrente às Conferências do Casino

Samuel Dimas | A questão de Deus na espiritualidade romântica de Eça de Queiroz

16h15 | INTERVALO

16h30 | PAINEL V

Brunello Natale De Cusatis | A vertente intimista e a fraternidade universal na problemática religiosa de Eça de Queiroz

Delmar Maia Gonçalves | Das crónicas dispersas, cartas de Inglaterra e contos seleccionados ao Dicionário dos Milagres – como Eça conduziu à escrita um moçambicano

La Salette Loureiro | Baudelaire em Carlos Fradique Mendes

Miguel Real | O último Eça

18h00 | LANÇAMENTO

Renato Epifânio e Jorge Rodrigues | Revista NOVA ÁGUIA nº 28: “Eça de Queiroz, nos 150 anos da abertura do Canal do Suez” & Eça de Queiroz e outros “Mestres da Língua Portuguesa”

19h00 | ENCERRAMENTO

* Ponto de Encontro no Palácio Valenças (após o roteiro, a Câmara Municipal de Sintra oferece, aos participantes do Congresso, o almoço, no Restaurante Regional, junto à Câmara Municipal).

Para mais informações: https://queiroz150suez.blogspot.com/